Home Entrevistas traduzidas de Beyoncé para revistas Seventeen – Dezembro 2008

Seventeen – Dezembro 2008

Revista: Seventeen
Fotos: Kenneth Willardt
Edição: Dezembro de 2008
Resumo: Beyoncé fala mais um pouco sobre sua nova era e seu novo álbum, I Am… Sasha Fierce.
Tradução e adaptação: Roberta Lessa
A rainha Bee está de volta para pegar sua coroa: Estrela de Estilo do Ano da Seventeen

Quando você pensa que sabe tudo sobre Beyoncé, ela te surpreende. Pense em 2003, na primeira vez que ela subiu ao palco sem suas parceiras de Destiny’s Child – ela fez todos no mundo pararem e notarem ela. Ela se ofereceu em calças apertadas e saltos altos para seu amor na vida real, Jay-Z, em seu vídeo “Crazy In Love”, e todos pensaram “Beyoncé é gostosa!”. Depois, ela apareceu nos Oscars com um vestido longo de alta costura, e todos pensaram “Ela é tão glamurosa!”. E agora, enquanto fala sobre seu novo hit, “Single Ladies”, nós pensamos “Ela é tão confiante!”. Mas quando ela entra no estúdio de fotos da Seventeen com sua camiseta branca e seus jeans – de cabelo solto e sem maquiagem – Beyoncé está no seu maior nível de beleza. É sua constante evolução que a faz ser uma lançadora de moda e a Estrela de Estilo do Ano da Seventeen.

Seu visual pode mudar, mas, Beyoncé não modifica um de seus aspectos: seu compromisso em ser uma super-estrela. Ela trabalha quase todos os dias desde os 12 anos de idade para se transformar em um ícone – e agora que ela é uma artista vendedora de disco de platina, atriz aclamada e bem criticada designer de moda, ela conseguiu atingir esse status. Seguindo a filosofia de mudança de Beyoncé, seu terceiro trabalho solo, o disco duplo chamado I Am… Sasha Fierce, irá nos apresentar dois lados completamente diferentes: seu lado de emoções e romântico e seu lado diva, o qual ela chama de “Sasha Fierce”. Ela conversou com a Seventeen para revelar segredos de sua magnífica carreira, a verdade sobre sua relação com Jay-Z, e como qualquer garota pode ser uma Estrela de Estilo.

17: Como é ser a Estrela de Estilo do Ano?
Bey: É magnífico! Você trabalha duro para garantir que está na moda, prestando atenção em cada detalhe, e ganhar esse cargo quer dizer que está dando certo. Estou muito honrada.

17: Como você descreve seu estilo pessoal?
Bey: Sempre envolvente. Eu fui uma garota grunge, fui uma garota alta-costura, tive meu cabelo de todas as formas que você pode imaginar. Mas estou sempre experimentando coisas novas. Mas nesse momento eu decidi ser quem eu realmente sou: estou usando meu cabelo como ele é, em nenhum aplique, usando menos maquiagem, nada de LASHES – somente pura e honesta. Eu acho que o quanto mais confortável e confiante em você mesma você é, menos medo terá de se soltar.

17: Você inventou seu próprio conceito de moda para essa seção de fotos. Você tem um nome para isso?
Bey: Naughty-Nerd Geek Chic. Eu estava vendo um jornal e vi um artigo sobre Ugly Betty. E quando estava vendo as tendências do outono nas passarelas, vi muita listra, bolinhas, pregueados, camadas e pensei “Wow, que fofo.” Deixa você ser um indivíduo. Espero que essa moda pegue.

17: Como você arranja coragem para tentar um novo visual?
Bey: Eu sempre vejo revistas de moda para me dar uma confiança inicial, porque eu precisa saber que alguém no mundo está concordando com aquela minha decisão. É importante ter amigos nessas horas, porque alguém sempre diz “Uh-uh- você foi muito longe”. Mas se você tem vergonha de sair de casa, então você provavelmente deveria mudar, porque sua falta de confiança vai aparecer. Mas se você se sente bem do jeito que é, está tudo certo – não importa o quão estranho pareça.

17: Quando você estava gravando o novo álbum, você sentiu competição com outros artistas?
Bey: Eu sinto como se eu fosse minha própria competição. Eu tento não competir com outras pessoas. Eu tento ser melhor que mim mesmas. Eu vou e assisto a tudo que eu já fiz. Tenhos meus dias You Tube, quando assisto todas as minhas performances e ouço às músicas, e assisto aos meus vídeos para perceber o que eu preciso fazer, o que preciso consertar e como posso me tornar uma cantora melhor.

17: Parece que você está se preparando para uma batalha.
Bey: Eu estou. Eu trato esse assunto como se fosse uma guerra. Estou batalhando com tudo que já fiz antes. Eu entro totalmente de cabeça. Fico doida. Começo a me exercitar e começo a comer coisas saudáveis. Eu normalmente odeio lavar a cara ou cuidar da pele, mas eu começo a fazer isso também. Eu fico realmente focada, e isso dura por dois meses – e, quando o álbum sai, eu volto a comer as batatas chips Lay.

17: Você tem trabalhado tão duro! Mas você achou tempo para se casar com Jay-Z esse ano também. Porque essa foi a hora certa para você?
Bey: Eu tinha 18 quando nos conhecemos, 19 quando começamos a namorar. Não tínhamos pressas – ninguém queria que eu fosse correndo casar. Eu não acredito que você goste da mesmas coisas quando tem 20 quanto quando tem 30. Então essa foi minha regra: antes de 25 anos, não iria casar de jeito nenhum. Eu queria me conhecer antes, saber o que eu queria, passar um tempo sozinha e ter orgulho de quem eu sou antes de compartilhar isso com alguém

17: Qual foi a melhor lição que vocês aprenderam juntos?
Bey: Acho que, provalmente, que somos todos humanos. Eu não ligo se você está perfeito numa foto em uma revista, e se você é o cara mais lindo, bem sucedido e maneiro – você, ainda assim, fica triste, ainda se machuca, e ainda fica confuso e vulnerável e nervoso e assustado. Você tem que achar uma pessoas que te ajude durante as épocas difíceis. Então você tem que ter certeza que é real, você tem que ter certeza que é honesto, que pode ser você mesmo, e achar alguém que te ame – não a sua fantasia, mas quem você realmente é.

17: Como você se vê daqui a dez anos?
Bey: Eu quero ganhar um Oscar. Eu quero estrelar uma peça na Broadway. Quero continuar me apresentando e dançando para sempre. Não posso imaginar minha vida sem fazer o que faço.